Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Ladário e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Ladário
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social ladarioprefeituramunicipal
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JUN
10
10 JUN 2015
Campanha do Agasalho: programa Elo recebe peças de roupas e beneficia 27 reeducandos
enviar para um amigo
receba notícias

 



-

 

 

O município de Ladário, por meio da Secretaria Especial de Politicas Sociais e Cidadania (SEMIPS) em parceria com a Casa da Cidadania, Justiça e Inclusão Social, realizou no final da manhã desta quarta-feira, 10 de junho, a entrega de peças de roupas de frio para as pessoas que compõe o Programa ELO, lançado oficialmente pela Prefeitura de Ladário em dezembro de 2009. O evento aconteceu na sede da S.S.C.H, e contou com a presença de Jane Contu, que atualmente responde pela Secretaria de Assistência Social e o delegado titular da Polícia Civil de Ladário, Fernando Araújo da Cruz, bem como autoridades civis e militares.  

Ao todo, são 27 reeducandos do sistema prisional, que trabalham em diversas áreas das Secretarias e Fundações, onde desenvolvem atividades e ações junto à administração do prefeito José Antônio Assad e Faria.

A ação corresponde a Campanha do Agasalho 2015, que tem como intuito arrecadar roupas, calçados e cobertores em bom estado de conservação, beneficiando as famílias ribeirinhas, dos assentamentos, entre outras escolhidas por meio de pesquisas realizadas durante o ano. Trazendo o tema Ladário- quanto mais gente, mais quente, a iniciativa conta com o apoio da Marinha do Brasil e da Receita Federal.

De acordo com a coordenadora do Elo em Ladário, Tania Maria da Silva, essa inciativa é uma maneira de mostrar que eles fazem parte da sociedade ladarense.

Além da chance de trabalho, eles são parte da sociedade. Sempre é difícil recomeçar, passei por isso, porém, persistir é a solução. Todos tem de ter orgulho de fazer parte do programa Elo, são seres humanos como qualquer outra pessoa da comunidade", falou Tania que também chegou ao município por meio do programa e ainda acrescentou, quando uma pessoa sai lá de dentro, às vezes ter o que vestir não é nada fácil, lembrou.

Essa situação foi vivida pela E.B.S. (30), que ficou presa por três anos e agora está tendo a oportunidade de se reiterar, não apenas dentro do mercado de trabalho, como também na vida social.

Saí com uma mão na frente e outra atrás. Ficava pensando no que poderia acontecer. Mas não desisti e hoje estou aqui trabalhando e ganhando meu salário, o que me ajuda no sustento. Já em relação as peças de roupas, só tenho a agradecer pois com toda certeza, isso me dá mais animo de viver. Saber que existem pessoas que se preocupam com a gente. Aqui em Ladário aprendi a voltar a ser mulher novamente, afirmou E.B.S.

A meta do programa é promover a ressocialização dos detentos, que passam a ganhar um salário mínimo (da Prefeitura), beneficiando assim, pessoas no regime semi-aberto, aberto ou livramento condicional. 

Na oportunidade, Diretora da Unidade Assistencial Patronato Penitenciário de Corumbá/MS, Telma Camacho dos Santos Leguizamon da Silva, disse que essas ações só vêm a somar com a reinserção do apenado dentro da comunidade.  

àuma ótima oportunidade para que eles se sintam inseridos dentro da sociedade. àum incentivo, onde eles se sentem gratificados por serem assertivos em suas atividades. Todos eles têm um bom trabalho desenvolvido. Um reforço positivo para aquilo que eles se propuseram, disse Telma.   

 

Fonte:

 

Seta
Versão do Sistema: 3.2.5 - 03/08/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia