Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Ladário e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Ladário
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
DEZ
08
08 DEZ 2020
ASSISTÊNCIA SOCIAL
Campanha busca mobilização masculina pela não violência contra a mulher
enviar para um amigo
receba notícias
A ação aconteceu em alusão ao Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres

Com objetivo de orientar e mobilizar os homens pelo fim da violência contra a mulher, a Superintendência de Articulações de Políticas Públicas para as Mulheres em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social, e apoio da Agemtrat, realizou uma blitz informativa na Avenida 14 de março, em frente ao Creas de Ladário, na manhã desta segunda-feira (7).

A ação aconteceu em alusão ao Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres, instituído em 06 de dezembro. A data foi decretada em 2007, pela Lei nº 11.489, e ficou popularmente conhecida como Campanha do Laço Branco. A superintendente de Articulações de Políticas Públicas para as Mulheres, Creuza Elizabeth, explica que a data integra as ações dos 16 dias de Ativismo no Brasil, por se tratar de um movimento que se originou após a morte de 14 mulheres, no Canadá, por um homem que alegava odiar feministas.

“O episódio mobilizou a opinião pública de todo país. Assim, um grupo de homens do Canadá se organizou para mostrar que repudiam a violência. Eles escolheram o laço branco como símbolo. Viver sem violência é um direito de todas as mulheres. Mas lutar pelo fim da violência, deveria ser um compromisso de todas as mulheres e de todos os homens, principalmente”, disse.

Uma das organizadoras da blitz, Girley Fernandes explica que o intuito do movimento é incentivar a participação dos homens nesta causa. “É um movimento muito bom, porque a gente não está aqui só para beneficiar as mulheres, mas sim para exterminar a violência que ocorre contra elas. E nada melhor que os próprios homens para nos ajudar, já que infelizmente grande parte dos agressores são os companheiros das vítimas. A gente está mobilizando para tentar trazê-los para o nosso lado, e assim diminuir o índice de violência no município”.  

Só neste ano, o Centro de Referência Especializado da Assistência Social recebeu mais de 120 encaminhamentos da Rede de Proteção Social. Desse total, 77 mulheres vítimas de violência são acompanhadas. “Nosso trabalho aqui, hoje, é buscar a conscientização do homem para que a demanda de violência diminua, porque principalmente durante esse período de pandemia, tivemos um salto considerável no número de casos”, explicou a coordenadora do Creas, Dayane Romero.

Para a secretária Municipal de Assistente Social, Carmen Pedroza, a mobilização começa a surtir efeito positivo a partir do momento em que a população masculina entende em qual lado precisa estar. “Quando falamos em violência contra a mulher, devemos incluir a violência doméstica, sexual e de gênero. Percebemos, a cada ano que passa, um número maior de homens que abraçam essa causa, pois conforme os registros, a violência é, na sua grande maioria, praticada por homens”.

A Prefeitura de Ladário reforça que toda violência deve ser denunciada. E orienta para que mulheres vítimas liguem para o 190 ou 180.

Laço Branco

O Laço Branco é uma campanha internacionalmente conhecida que existe há 24 anos no Canadá depois que o jovem Marc Lepine, de 25 anos, entrou armado numa escola de Montreal e atirou contra 14 mulheres sob alegação de que odiava feministas. Marc suicidou-se logo em seguida e deixou uma carta com uma lista de 19 feministas que ele pretendia matar. Desde então, homens canadenses lançaram a campanha para mostrar ao mundo que, apesar de existirem aqueles que agridem mulheres, há também os que repudiam e não se calam diante da violência.

 

 

Fonte:

Seta
Versão do Sistema: 3.2.3 - 06/06/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia