Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Ladário e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Ladário
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JUN
04
04 JUN 2019
TURISMO
Palestra discute ações para preservação do meio ambiente no âmbito da Planície Pantaneira
enviar para um amigo
receba notícias

 



-

 

 

As 19 horas noite desta segunda-feira, 03 de junho, na Câmara Municipal de Ladário, a Doutora em Produção Sustentável e Pesquisadora da Embrapa Pantanal, Sandra Aparecida Santos, proferiu a palestra cujo tema foi: "Por que pensar em sustentabilidade?" A apresentação fez parte da abertura da 11ª Semana do Meio Ambiente, e teve a presença de pesquisadores e integrantes de ONGs relacionadas ao meio ambiente.

A exposição teve como mediadora Roosiley dos Santos Souza, Doutora em Administração e professora da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS. Para discutir o tema proposto pela palestrante, estiveram presentes William Marcos da Silva, Doutor em Ecologia e Recursos Naturais e professor UFMS, Cláudio Soares de Sousa, educador ambiental e permacultor do Instituto UNIOM, Virginia Ly Lito Pinto, engenheira química, empresária e idealizadora do projeto AGUAPÃ? Permacultura, e Rubens Antônio Pereira Jr., Biólogo.

Conforme a palestrante, Dra. Sandra Aparecida Santos, "é possível e desejável que o homem pantaneiro tenha uma vida sustentável, na qual obtenha o proveito econômico de sua terra, socialmente equilibrado, e em consonância com a natureza, na medida em que utiliza os meios renováveis proporcionados pelo ecossistema do Pantanal".

Em convergência com a Dra. Sandra, o educador ambiental e permacultor do Instituto UNIOM, Cláudio Soares de Sousa, afirmou que "é imprescindível para a sobrevivência das gerações futuras, que agora, as nossas crianças internalizem, sintam a importância se realizar ações concretas para preservação do ambiente em que vivemos".

A engenheira química, empresária e idealizadora do Projeto AGUAPÃ? Permacultura, Virgínia LY, disse que "antes de pensarmos na preservação da natureza em escala global, é necessário tomarmos ações locais. Com medidas simples podemos e devemos fazer a diferença na realidade que está ao nosso redor".

O Biólogo e professor do ensino médio Rubens Antônio Pereira Jr., destacou que "cabe a nós, formadores de opinião, influenciarmos a juventude para mudar a atual cultura da "ostentação", e acabar com desperdício dos recursos naturais, já escassos".

A plateia teve a participação de estudantes das escolas estadual Leme do Prado, escola municipal Professor João Baptista, do SENAI, da UFMS, além de pesquisadores, empresários do setor turístico, e entusiastas relacionados ao meio ambiente.

 

Fonte:

 

Seta
Versão do Sistema: 3.2.3 - 06/06/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia